Metade da Metade

Em riqueza e santidade

Só se deve acreditar

Na metade da metade
Já vi santas mentirosas

Outras tantas de bondade

Ricos só de fantasias

Outros tantos de verdadeSou igual a São Tomé

Eu quero ver pra fazer fé

Pra dizer minha verdadeE na dor e na saudade

Só se deve acreditar

Na metade da metadeJá vi risos de tristezas

Também prantos de euforia

Sentimentos idem morrem

No nascеr de um novo diaToda ausência é atrevida

Toda dor é esquеcida

Na tristeza ou na alegria

E no amor e na amizade

Só se deve acreditar

Na metade da metadeNo morrer das ilusões

Beijos só de falsidade

A loucura ser paixão

União ser divindadeEu já vi amor velhinho

Se perder na eternidade…

Felicidade e liberdadeNa verdade, na verdade

Só se deve acreditar…

Na metade da metade

Na metade da metade

Na metade da metade

Na metade…

Da metade