Set Tatuapé Conceito 2

DJ Boy

(É o GM, é o DJ Boy) DJ Boy

(Passa a visão pra favela) passa a visão

Passa a visão

É o GM no beat emplacando mais uma

(Emplacando mais uma)

E aí, Brunão?
Hoje é diferente, acho que eu vou levar o cartão

Seguido o PIX, rolé é 200K no cordão

Só os favelado chique, mas sempre com o pé no chão

Pra nunca se iludir na miragem desse mundão

Eu sou jogador caro, a lente é cor das neve’

O sorrisão destaca

Um nojo, o pai é milionário

A picadilha é black, é o tubarão de caça

Vou querer os croco’Já separa a Balmain pra combinar com o meu Bolovo

Beira Rio que é fosco, unidade, versão couro

Nós gasta e vive a farra porque a vida é um sopro

Esse ano é certo, nós no controle de novoÉ sim, nós tá

Nem gosto do Versace, mas eu comprei pra forgar

Mostrar pros boyzinho que é a favela que tá

Quesito é forgar, nós é mais boy que eles láNós num estudou

Os preto tem um império que o diploma não comprou

Faz parte do castelo, tá querendo o bololô

Pede tapa na cara, que me chama de amor

Ela gosta que machuca, deixa marca com caôOh, yeah, e me chama de meu amor e tá pedindo por favor

É o GM, é o DJ Boy

(Passa a visão pra favela)

Nessa noite, meu carro sumiu

Minha noiva moscou e dormiu

Nós abriu o guarda-roupa e pegou as Versace louca

Que combina com os Bulova e vale quase vinte mil

Espelho, espelho meu

Por que o invejoso se preocupa com a minha vida mais que eu?

No fundo, ele queria só ser eu

Quem paga que a favela venceuNós te conhece, o que cê tem, o seu pai te deu

Bateu mó saudade de um amigo meu

Que ele esteja do lado de Deus

Que guie meus passos e leve embora tudo aquilo que não é meuEspelho, espelho meu

Por que o invejoso se preocupa com a minha vida mais que eu?

No fundo, ele queria só ser eu

Quem paga que a favela venceu

Nós te conhece, o que cê tem, seu pai te deuEntão joga o maciçado no peito do tralha

Afunda o bonezinho e faz um risco na navalha

Afunda o pé no pedal, vida louca, dois mil grau

Semblante é de marginal, fode, fode sem dar pala

Boa, boa Patrícia, hoje eu sei que te impressionaEsses boy te dá preguiça, eu te boto no carona

Hoje é banho de grife no corpo dela e no meu

Bacana, um forte abraço

Esse aqui corre mais que o seu

Fugindo dos holofote que dá comida na mesa

De brinde veio pano, as modelo, revista Veja

Se fosse por dinheiro, meu bom, eu não ia tá aqui

Muito antes de plantar, a vida te ensina a dividirMeio quilo do maciço, porradeiro, boladão

Saudade dos que se foram, num vai voltar mais, não

Vinte e poucos anos nós carrega do RG

Mais de vinte e poucos ano é o uísque que tá no copãoÔ, fé

Cê vai falar que é sorte pra não falar que eu tô forte

Abençoado e iluminado demais

Ô, zé, cê sabe bem como é

Quanto mais cê tem, cê quer, eu tô querendo maisÔ, fé

Cê vai falar que é sorte pra não falar que eu tô forte

Abençoado e iluminado demais

Ô, zé, cê sabe bem como é

Quanto mais cê tem, cê quer, eu tô querendo maisO motivo da sua revolta dessa vez sou eu (ô, fé)

De Prada no novo Corolla, blindado por Deus

Fumando gelo com tabaco, forrado no ouro

Cheiroso, preto arrumado, o Rolex é o boboAcelerando lá pra leste, no Tatuapé

Quero um Versace muito louco pra jogar no pé

Aí, Brunão, fecha as conta, que o gasto foi alto

Hoje caiu uns K na conta, o PayPal tá forradoJá sofri pra caralho

Não quero mais passar vontade, o bolso tá forrado

Muita fé pros maloqueragem e os faixa preta do estado

Febre nas comunidade

Hoje o show tá lotado, e elas embrazando a vibeSó de lembrar das vezes que eu sonhei

Em vestir você, Lacoste, ahn, ê, Lacoste

Só de lembrar das vezes que eu sonhei

Em vestir você, Lacoste, ê, LacosteConceituado em fazer hit

Aí, Brunão, já passa o PIX, que eu sou recordista

Já foi escasso no barraco de madeirite

Hoje é de lobo, no maçã, e a missão tá cumpridaE o crocodilo vai na beca e sempre me acompanha

Traz as de Dom Perrier, que eu tô na liderança

Passe tá carente pro jogador lá da Espanha

E o macete dos milhão nós já pegou a manhaAi-ai, ai-ai

Passei veneno, neguin’ do gueto, mostra como é que faz

Ai-ai, ai-ai

Forte abraço só pros bom e pros leaisAi-ai, ai-ai

Passei veneno, neguin’ do gueto, mostra como é que faz

Ai-ai, ai-ai

Forte abraço só pros bom e pros leaisEu vou de Philipp Plein, eu vou de Balmain

Nós tá acostumado com o flash

Me sinto muito breque, forgando pique o Chefe

Roupa de grife com JulieteOlha a passada dos moleque

O Boy com o GM é hit, esquece

Quem não conhece, tá sem internet

Respeita o momento dos moleque e acompanha o setO que era difícil de ter, hoje eu ganhei numa noite

Mostrei que a favela pode tá no topo

Nós não tinha nada, nós veio do pouco (do pouco)Era quase impossível de ter

Mas nós trampou dia e noite

Deus me abençoou e mudou os meus planos

Me deu uma casa e um carro do ano (do ano)Que lá no passado eu pensei no futuro

Tracei minhas meta, me joguei pro mundo

Eu guardei minhas mágoas, pensei no futuro

Eu não tinha nada, hoje eu quero o mundo

Eu sei que quero o mundoO que era difícil de ter, hoje eu ganhei numa noite

Mostrei que a favela pode tá no topo

Nós não tinha nada, nós veio do pouco (do pouco)DJ Boy (ô, fé)

É o GM no beat

Passa a visão

(Quem não conhece, tá sem internet)